AEM-MS verifica bombas medidoras de combustível em Anastácio, Batayporã e Nova Andradina

Categoria: FISCALIZAÇÃO, NOSSO TRABALHO | Publicado: segunda-feira, março 22, 2021 as 16:01 | Voltar

Neste mês de março, a AEM-MS (Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul), órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e delegado do Inmetro, realizou a verificação das bombas medidoras de combustível líquido em três municípios sul-mato-grossenses: Anastácio, Nova Andradina e Batayporã.

Entre os dias 1º de março e 5 de março, os técnicos da AEM-MS verificaram 57 bicos de bombas medidoras de combustível líquido em Anastácio, com índice de reprovação de 16%. Os motivos das reprovações foram diversos: Sistema de desligamento automático superior a 60 s, erro máximo admissível, iluminação deficiente entre outros. Uma bomba foi interditada por erro muito acima do permitido, gerando um auto de infração contra o detentor do instrumento.

Na semana seguinte, de 8 a 19 de março a AEM-MS realizou a verificação das bombas medidoras de combustível líquido em Nova Andradina e Batayporã. No município de Nova Andradina foram verificados 131 bicos com índice de reprovação de 10%, já o índice de reprovação em Batayporã foi de 18% num total de 27 bicos verificados.

Os motivos das reprovações foram diversos: Ausência de informações obrigatórias, sistema de desligamento automático superior a 60 s, erro máximo admissível, vazamentos, mau estado de conservação. Uma bomba foi autuada em Nova Andradina por estar sem lacre.

De acordo com o presidente da AEM-MS, Nilton Pinto Rodrigues, “a ausência de lacre permite acesso a componentes que deveriam estar protegidos contra qualquer tipo de intervenção”. Ele acrescenta que “o posto de combustível em que for encontrada irregularidade estará sujeito à multa e só poderá colocar a bomba em funcionamento novamente após reparo realizado por mecânico credenciado”, finaliza.

Com informações de Luciana Boni Cogo, Diretora Técnica da AEM-MS

Publicado por: Marcelo Armôa

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.